A Terra Prometida de 10 a 14 de Setembro de 2018

Segunda, 10 de Setembro Capítulo 34

Acã diz que Melquias já está livre e pede ouro em troca do serviço sujo. O jovem hebreu acaba esbarrando em um objeto e chama a atenção da dupla. Acã corre para pegar o intruso e mata o rapaz. Salmon escuta um grito e vai até o celeiro. Nervoso, Acã mente dizendo que o jovem hebreu é um traidor que estava passando informações a um cananeu. Salmon então deduz que Elói é inocente e corre para avisar a todos. Escondido atrás de sacos de grãos, Tibar observa tudo. Em Jericó, Marek se revolta ao saber que o povo está protestando pelos meninos presos. Raabe e Milah comandam a multidão de pais e mães. Kadmo ordena que todos retornem às suas casas. O oficial ameaça Raabe. No acampamento, os hebreus se preparam para apedrejar Elói. Josué ora a Deus. Elói está prestes a ser apedrejado pelo povo hebreu. Tirda não permite que Gael assista ao apedrejamento do criado. Josué se prepara para autorizar a execução de Elói, mas é surpreendido com a chegada de Salmon. O ex-noivo de Jéssica avisa que o rapaz é inocente. Sem alternativa, Acã diz que o verdadeiro traidor está morto no celeiro. Ioná e Elói se abraçam emocionados. Josué manda soltar o criado imediatamente. Kadmo ameaça espancar Raabe. Nobá aparece e provoca o oficial. Kadmo e os outros soldados perseguem o menino. Nobá se junta aos lagartos Gosmentos e eles conseguem despistar os oficiais. Na prisão do palácio, Galimedes arde em febre e Zuma o ampara. Raabe reúne os pais e mães na estalagem. Ela diz que é preciso arrumar um jeito para sabotar a chegada de suprimentos no palácio. Acã se explica para Josué. O vilão mente sobreo acontecido no celeiro. Raabe mostra fé no Senhor dos hebreus. Mesmo sabendo da inocência de Elói, Mara o critica. Josué repreende Acã pela atitude impensada. Melquias e Salmon contam os detalhes sobre a cidade de Jericó para que Setur atualize os mapas de guerra. Josué ora a Deus e recebe uma resposta do Senhor. Acã encontra com Tibar no celeiro e diz que o próximo objetivo dos hebreus é atravessar o rio Jordão. O vilão pede ouro em troca da informação, mas o comandante lhe acerta um tapa na cara.

Terça, 11 de Setembro Capítulo 35

Em Jericó, Marek afirma que o Deus dos hebreus não passa de uma lenda. Diante dos líderes tribais, Josué fala sobre a conversa que teve com Deus. Ele avisa que todos deverão acampar às margens do rio Jordão, pois a travessia está próxima. Diante de Marek e Kalesi, Tibar conta sobre a conversa com Acã. O rei diz ser impossível os hebreus atravessarem o Jordão. Sem Galimedes, Kalu avisa que os Lagartos Gosmentos precisam de um novo líder. Raabe fala do Deus dos hebreus e Orias a repreende. Marek mostra confiança nos deuses de Jericó. Calebe conversa com Gibar, Tobias, Acsa e Iru. Ele avisa sobre a nova ordem de Josué. Quemuel se surpreende com o novo comportamento de Samara. Aruna vai até a tenda de Josué para incentivar o líder hebreu. Jéssica se abre com Salmon e diz sentir sua falta. Josué elogia Aruna. Ele se aproxima para beija-la. Antes que Josué beije Aruna, Elói chega e atrapalha o momento. Laila começa a falar de Rune e Livana se irrita. A moça diz não gostar do novo pretende. Maquir conversa com Isaque e Temá. Ele nega estar interessado em alguma mulher. Acsa mostra interesse em Gibar. Em pensamento, Josué diz que Aruna fisgou seu coração. Léia chora sentindo falta de Elieber. Lila e Salmon se recordam de seus pais. Josué e todas as tribos de Israel começam a deixar o acampamento de Sitim rumo às margens do rio Jordão. Em Jericó, Raabe ora a Deus. Josué e os hebreus chegam às margens do rio e se espantam com a grandiosidade do Jordão em época de cheia. Calebe conversa com Eleazar e Salmon. Ele diz que é preciso espalhar a fé entre os hebreus murmuradores. Salmon reúne alguns jovens para incentivá-los. Aruna diz palavras de fé e Josué a admira. Samara percebe a presença do líder e começa a discursar. Mas ela murcha ao perceber que não agradou.

Quarta, 12 de Setembro Capítulo 36

Salmon, Aruna, Otniel e outros jovens tentam reanimar a fé do povo hebreu. Querendo ser o novo líder, Acã conversa com os filhos e diz que é preciso espalhar ideias negativas para jogar o povo contra Josué. Samara e Tobias dizem que não ajudarão os outros. Josué conversa com Deus. Aruna estranha o comportamento do povo. Diante de todos, Josué fala sobre a conversa com Deus. Ele pede para o povo se preparar para passar por um caminho pelo qual nunca passaram antes. Marek descobre que os hebreus foram para a margem do Jordão. Calebe e Noemi falam do comportamento rebelde de Iru. Calebe escuta Eleazar falando sobre orgulho com Otniel. Ele então decide se desculpar com o filho. Acsa sente ciúmes ao percebe Gibar dando em cima de Adélia. Otniel mostra superioridade e diz perdoar os outros jovens. Sem jeito, Haniel tenta mostrar seu carinho por Tirda. O clima de paz e reconciliação toma conta dos hebreus. Josué diz admirar a fé de Calebe. Raabe escuta Tibar dizendo que os hebreus já deixaram o acampamento de Sitim. Josué observa Eleazar e os outros levitas carregarem a Arca da Aliança. Eles se aproximam do rio e o milagre acontece. A correnteza do Jordão se interrompe e as águas começam a se amontoar só de um lado. Um imenso paredão de água se forma. O leito do rio seca. Na margem do Jordão, os hebreus observam, admirados e emocionados, o rio aberto diante da Arca. Josué cavalga até o começo do leito seco e todo o povo começa a segui-lo.

Quinta, 13 de Setembro Capítulo 37

Calebe e Noemi falam do comportamento rebelde de Iru. Calebe escuta Eleazar falando sobre orgulho com Otniel. Ele então decide se desculpar com o filho. Acsa sente ciúmes ao percebe Gibar dando em cima de Adélia. Otniel mostra superioridade e diz perdoar os outros jovens. Sem jeito, Haniel tenta mostrar seu carinho por Tirda. O clima de paz e reconciliação toma conta dos hebreus. Josué diz admirar a fé de Calebe. Raabe escuta Tibar dizendo que os hebreus já deixaram o acampamento de Sitim. Josué observa Eleazar e os outros levitas carregarem a Arca da Aliança. Eles se aproximam do rio e o milagre acontece. A correnteza do Jordão se interrompe e as águas começam a se amontoar só de um lado. Um imenso paredão de água se forma. O leito do rio seca.

Sexta, 14 de Setembro Capítulo 38

Com as doze pedras coletadas pelos doze líderes tribais, é formado um monumento de pedras. Josué discursa para o povo hebreu. O guerreiro fala da selvageria existente em Jericó. Tomado de ódio, Marek vai até a frente do palácio para ver a situação da cidade. Josué se emociona ao ver seu povo chegar à Canaã. Marek afirma que a paz de Jericó nunca esteve tão abalada. Boã se mostra satisfeito ao ver a felicidade estampada no rosto de Sama. Ruth fica incomodada com o beijo do casal. Nobá fala sobre o Deus dos hebreus com os Lagartos Gosmentos. Noemi e Calebe lembram de quando deixaram o Egito. Josué beija Aruna. Samara estranha o sumiço dos dois. Eles se declaram um para o outro. Samara se irrita ainda mais ao ver Josué e Aruna chegarem juntos no acampamento. O líder hebreu se reúne com Eleazar e Calebe. Ele avisa que é preciso montar o acampamento o quanto antes. Os hebreus dançam e cantam para comemorar a chegada na Terra Prometida. Zaqueu e Chaia brindam e se beijam. Maquir olha para Livana. Gael o alerta para o perigo. Josué diz que gostaria de conversar com Quemuel. Léia e Samara se olham, intrigadas. Melquias observa o clima difícil entre Salmon e Jéssica. Em Jericó, Tibar bebe com outros oficiais na estalagem de Farduk. O comandante diz que acabará com os hebreus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *