Ouro Verde de 25 a 30 de Novembro de 2019

Segunda, 25 de Novembro Capítulo 115

Bia, furiosa, diz a Inês que, se decidir ter a criança, Jorge nunca saberá que ela está grávida nem porá a vista em cima do filho, mas Inês diz-lhe que está a ser infantil. Bia diz que a amiga não tem o direito de a julgar, pois anda com um homem casado, mas logo se arrepende daquelas palavras, pedindo desculpas a Inês, que as aceita. Vera chega a casa muito perturbada e Tiago quer saber o que se passa com a irmã e ela acaba por confessar que se enrolou com Jorge. Jorge, furioso, quer saber quem é que deixou Bia entrar ali em casa, mas Nenem pede-lhe que pare de atirar a culpa para cima dos outros, dizendo-lhe que o problema foi Bia tê-lo visto com Vera e é melhor encarar isso de vez. Jorge liga a Bia, mas Nenem pergunta-lhe, com ironia, se ele acha que ela o vai atender. Inês pergunta a Bia se é Jorge que lhe está a ligar e Bia confirma, mas diz que não vai atender porque não está para ouvir as mentiras dele. Jorge, irritado por Bia não atender, atira o telemóvel contra o sofá e Nenem diz que, se fosse com ela, também não atendia. António aparece e Nenem sai para ir acabar o jantar. António quer saber o que se passa com Jorge e este afirma que fez porcaria da grande, tendo estragado tudo com Bia, deixando António curioso. Tiago discute com Vera, dizendo que ela foi apenas um escape para Jorge, mas Vera afirma que Jorge ainda gosta dela. Tiago diz-lhe que isso não é verdade e diz que, se ela não fosse sua irmã, não estaria preocupado e garante-lhe que Jorge não voltará para ela, mas Vera não pensa da mesma maneira que ele, deixando Tiago profundamente agastado. António diz a Jorge que não vai ser fácil remediar a asneira que fez e pergunta-lhe se o que se passou com Vera foi apenas um momento. Jorge diz que Vera foi a sua única relação adulta no passado, mas que ama Bia. António pergunta-lhe do que está à espera para ir atrás dela e Jorge acaba por dar razão a António. Padre Sebastião diz a Amanda que gostava muito de a poder ajudar no caso de David, mas não é uma situação fácil e Amanda diz que tem uma solução para que tudo se resolva facilmente: afastar-se de José. Bia disfarça a contrariedade diante de Laurentino que a foi visitar e diz que estava a preparar-se para se deitar, quando tocam à campainha e Jorge aparece, dizendo que tem de falar com Bia e ficando perplexo ao dar de caras com Laurentino. Jorge pergunta o que é que Laurentino faz ali, dizendo a Bia que ele é o maior bandido da Amazónia, e Laurentino e Jorge envolvem-se à pancada, sendo os dois expulsos de casa por Bia, que pergunta a Inês o que é que foi aquilo. À porta do loft de Bia, Jorge avisa Laurentino para ficar longe da rapariga ou arranja maneira de o meter na cadeia para o resto da vida pela morte de Valéria e Edu, mas Laurentino diz que o que corre em Manaus é que a culpa foi de Jorge. Este não se fica e avisa que não deixará que o culpem. Laurentino diz que não quer fazer mal nenhum a Bia, antes pelo contrário, despertando a ira de Jorge, que lhe crava um soco e os dois embrulham-se novamente à pancada. Vera está a falar com Tiago, quando tocam à campainha e Vera lembra-se que Miguel ficou de ir lá dormir nessa noite. Tiago critica a irmã por ir para a cama com dois homens no mesmo dia, mas Vera diz que não adivinhava o que se iria passar com Jorge, expulsando Tiago da sala e dizendo-lhe que tem aquele assunto para resolver. Tiago sai e Vera abre a porta a Miguel, que traz a cadela Fénix e um ramo de flores para Vera, beijando-a apaixonadamente e dizendo-lhe que ela precisa de muito mimo, para constrangimento da cozinheira. Bia e Inês, ainda atordoadas, comentam o que se passou entre Jorge e Laurentino, e que, pelos vistos, os dois odeiam-se, com Bia a dizer a Inês que não quer ouvir as desculpas esfarrapadas de Jorge, ficando maldisposta e correndo para a casa de banho para vomitar. Jorge e Laurentino acabam a luta extenuados, com Laurentino a mostrar-se vitorioso e a dizer que não vai ficar longe de Bia, mas Jorge diz que acaba com ele se insistir em ficar por perto, indo embora, furioso. Vera fica muito constrangida quando Miguel se mostra apaixonado por ela e diz-lhe que precisam de conversar, pois aconteceu uma coisa, deixando-o curioso. António e Nenem ficam preocupados ao ver Jorge chegar a casa com sangue da pancadaria, e Jorge revela que viu Laurentino em casa de Bia, deixando Nenem preocupada. Quando António questiona quem é Laurentino, Jorge diz que é alguém que o tentou matar a ele e ao coronel Cavalcanti. Vera diz a Miguel que acha melhor darem um tempo e separarem-se, pois houve coisas que aconteceram e ela não consegue agir como se não tivesse acontecido nada, e Miguel só lhe pede que lhe diga que aquilo não tem nada a ver com o Monforte, mas a expressão de Vera mostra precisamente o contrário. Jorge diz a António que não faz ideia como Bia conhece Laurentino, mas avisa-o de que este e Miguel já se conhecem, nem sabe bem como. António afirma que o irmão é especialista em conhecer pessoas de mau carácter e pergunta a Jorge se ele está preparado para rastejar aos pés de Bia, até que ela o perdoe, ao que Jorge responde não ter alternativa. Padre Sebastião chega a casa, preocupado, e tem Margarida à sua espera, a quem diz que não sabe como ajudar uma amiga no caso do filho desta e Margarida diz-lhe que não deve ser fácil aguentar tantas preocupações e fazer tanto bem, quando existe tanta gente má, como ela já conheceu, fazendo-o olhá-la com dó. Bia volta à sala, dizendo a Inês que está farta daqueles enjoos, e Inês diz-lhe que deve ouvir Jorge, pois só o facto de ter ido falar com ela mostra que ele tem consciência que fez porcaria, mas Bia diz que isso não muda nada. Inês diz à amiga que tem de ir para casa tomar conta de Sol, mas faz Bia prometer-lhe que vai pensar sobre a conversa com Jorge. Miguel, furioso, pergunta a Vera se vai desperdiçar o amor que ele sente por ela, mas Vera pede-lhe desculpa por não conseguir racionalizar os sentimentos e por não gostar dele da mesma maneira que ele gosta dela, fazendo com que Miguel saia a dizer que ela ainda se vai arrepender daquilo.

Terça, 26 de Novembro Capítulo 116

Padre Sebastião acaba a sopa que Margarida lhe trouxe e fala-lhe da sensação de conforto e de ter um lar com ela ali, levando Margarida a confessar que está apaixonada por ele, deixando-o atrapalhado. Nenem faz um curativo a Jorge, que lhe diz que o que aconteceu com Vera só lhe veio dar mais certezas que Bia é a mulher da vida dela e não vai desistir desse amor, mesmo sendo ela filha de quem é, o que deixa António orgulhoso do amigo. Padre Sebastião diz a Margarida que foi feito para amar os outros, mas Margarida diz-lhe que ele sabe que não é desse tipo de amor que ela está a falar, perguntando-lhe se é só ela que sente aquilo. Bia chora com as recordações de Jorge e Vera a fazerem amor. Tiago encontra Vera a chorar e abraça a irmã, que lhe diz que acabou tudo com Miguel, ao que Tiago responde que ela fez bem, continuando a mimá-la. Miguel para o carro em frente ao hotel onde está hospedado e não controla as lágrimas, falando com a cadelinha Fénix e dizendo-lhe que também chora, mas acaba por se recompor e adotar uma postura vingativa, garantindo que Jorge vai ter o que merece. Padre Sebastião confessa a Margarida que também a ama, mas não pode amá-la, e Margarida diz-lhe que há padres que deixam de ser padres, e os dois acabam por se beijar, mas Padre Sebastião afasta-a, afirmando que não pode mesmo ficar com ela e deixando-a muito triste. António e Jorge tomam o pequeno-almoço com ar animado por Jorge ter encomendado dez ramos de flores para entregar a Bia, quando entra Nenem e lhes mostra o jornal, onde vêm declarações de Miguel a afirmar que António é viciado em drogas, álcool e jogo. No hospital, Tiago passa pelo quarto de David, que lhe pergunta como é que Amanda soube que ele tinha posto peito.

Quarta, 27 de Novembro Capítulo 117

Amanda está em casa, a olhar-se ao espelho, dizendo a si mesma que consegue e agarra nas suas coisas, saindo com determinação.Na associação, Bia diz a Inês que não quer falar sobre a sua situação com Jorge e, quando Inês sai para ir entregar umas t-shirts duma campanha, Bia recebe a visita de Miguel, que quer ter uma conversa com ela sobre a sua relação com o Monforte. António diz a Jorge que já devia estar à espera que Miguel fosse ripostar e Jorge diz a António que, daquela maneira, fica muito difícil defender a candidatura dele à presidência do banco, ao que António responde que Jorge é a única solução possível. Tiago pede desculpas a David pela inconfidência que cometeu ao falar com Amanda, mas não imaginava que ela não soubesse e David agradece-lhe, porque foi um peso que lhe saiu de cima e Amanda até nem reagiu assim tão mal, agradecendo a Tiago a solidariedade que este manifesta. Miguel diz a Bia que Jorge a trai e Bia rebate com a traição de Vera ao pai, dizendo que já sabia de tudo, mas que decidiu poupá-lo, quando ele não merece. Amanda entra no quarto de José, que fica feliz ao vê-la, mas Amanda diz que não está ali pelas melhores razões. Berta vem trazer os jornais e, ao ler a notícia sobre António, José começa a sentir dificuldades em respirar, obrigando Amanda a pedir ajuda. Tomás, Berta e Sónia aparecem e Amanda diz a Tomás que precisam de levar o avô dele para o hospital. Miguel diz a Bia que foi alertá-la, mas Bia diz que o pai foi ali para se certificar se a relação dela com Jorge tinha acabado. Quando Miguel pergunta se acabou, Bia manda o pai embora.

Quinta, 28 de Novembro Capítulo 118

Inês aparece e Miguel acaba por sair. Na PJ, Lúcio fica chateado ao ver a notícia sobre António no jornal e, quando Joaquim entra, Lúcio acusa-o de ter roubado o caderno e a pen, dizendo que vai falar com o chefe para o mudar de sala. Quando Lúcio sai, Joaquim diz que tem de tratar da saúde do colega antes que ele trate da sua. Tiago está a acabar de examinar David, quando aparece Padre Sebastião. Tiago e Padre Sebastião cumprimentam-se e, a sós com David, este diz ao padre que espera que ele não tenha ficado muito chocado, mas Padre Sebastião diz que não veio julgá-lo, mas sim dar-lhe apoio, deixando David comovido. Margarida, com a mochila de Henrique na mão e a sua mala na outra, escreve uma carta de despedida a Padre Sebastião, saindo de casa deste em seguida.

Sexta, 29 de Novembro Capítulo 119

No hospital, Mónica examina Henrique e Guilherme, ficando intrigada quando Henrique parece estar a despedir-se dela, mas recebe uma chamada a avisar que José está a ser trazido para o hospital e diz aos miúdos que tem de ir ver do sogro. Os paramédicos descem as escadas da casa de José com este na maca e Tomás diz que Mónica já está avisada. José chama por Amanda e esta diz que está ali, ao lado dele. Margarida está à porta do hospital, com a mochila e a mala, ligando o telemóvel e fazendo uma chamada. Na cozinha do restaurante, Judite recebe uma chamada de Margarida, que se despede dela, dizendo que conseguiu juntar algum dinheiro e vai embora com o filho. No corredor da PJ, Lúcio liga a António, dizendo-lhe que já viu as notícias e pergunta-lhe se tem disponibilidade para falar com um procurador do Ministério Público.

Sábado, 30 de Novembro Capítulo 120

António pergunta se o vão acusar de alguma coisa, mas Lúcio diz que não e que é uma forma de ele se defender de Miguel, no que Lúcio concorda, perguntando se podem marcar o encontro noutro sítio que não a PJ.No gabinete, Joaquim recebe uma chamada de um colega, a dizer-lhe que conseguiu localizar Margarida. Joaquim agradece e sai disparado. No quarto no hospital, Guilherme nota que Henrique lhe esconde qualquer coisa quando tenta sair do quarto e Henrique acaba por revelar ao amigo que vai ter com a mãe, que está na entrada do hospital, despedindo-se de Guilherme e garantindo que nunca o vai esquecer.Na associação, Inês está chocada com a atitude de Miguel, quando Bruno aparece com um ramo de rosas para Bia, que se mostra dura e manda jogar todas as flores em baldes do lixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *